FÍSICA SEM EDUCAÇÃO

A única maneira de fazer o Brasil progredir é com educação, informação e caráter.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

E continuando a falar de religião, cientificamente?


Um texto do meu escritor favorito e coincidentemente meu pai Isaias Edson Sidney.


De onde vem a religião? O fato de que todas as sociedades humanas conhecidas acreditam (ou acreditavam) em algum tipo de divindade - seja ela Deus, Alá, Zeus, o Sol, a Montanha ou espíritos da floresta - intriga os cientistas, que há tempos buscam uma explicação evolutiva para esse fenômeno.


Seria a religião uma característica com raiz evolutiva própria, selecionada naturalmente por sua capacidade de promover a moralidade e a cooperação entre indivíduos não aparentados de uma população? Ou seria ela um subproduto de outras características evolutivas que favorecem esse comportamento social independentemente de crenças religiosas?...


Gostaram? Então, continue a ler no Blog do Ateu

8 comentários:

  1. tem um comentário que Paul Dirac fez em Copenhague, ele diz: acredito que os físicos deveríamos ser honestos,e sendo assim falar de deus não teria sentido...pessoalmente também acredito que religião e ciência, são opostas

    ResponderExcluir
  2. Paul Dirac diz: eu não posso entender por que é sem valor discutir religião. Se formos honestos -e os cientistas têm de ser- nós temos que admitir que a religião é um amontoado de afirmações falsas, sem base na realidade. A própria idéia de Deus é um produto da imaginação humana. É perfeitamente compreensível porque os povos primitivos, que eram muito mais exposto às forças da natureza avassaladora do que somos hoje, deve ter personificado essas forças no temor e tremor. Mas hoje em dia, quando entendemos tantos processos naturais, não temos necessidade de tais soluções.

    ResponderExcluir
  3. NOVO OLHAR SOBRE A MATEMÁTICA,
    http://www.ufpa.br/beiradorio/novo/index.php/leia-tambem/124-edicao-93--abril/1189-novo-olhar-sobre-a-matematica

    Quem quiser material, fazer capacitação, etc, é gratuito, peça: jbn@ufpa.br

    ResponderExcluir
  4. Antonio Martini Jr.23 de outubro de 2012 03:08

    Cientificamente falando Físico é especialista em algo bem específico , e acho que religião escapa mesmo da compreensão de alguém que não estudou essa área . Já imaginou um historiador/teólogo discutindo Mecânica Quântica ? Acaba sendo só uma opinião ...
    Não que eu concorde com as religiões em geral, é mais um mal necessário em alguns casos . Mas tem algo além da religião que pode ser útil .
    Só não concordo com a ladainha de sempre , de alguns céticos da ciência que a religião é isso ou aquilo...
    A Ciência tem suas crenças também , procura saber da filosofia da ciência. As coisas não são simples assim : "Ciência se baseia em fatos e religião em crenças " .
    Temos de ir mais fundo se quiser a verdade , se não é mais repetição de afirmações cartesianas apenas . Depois de Descartes aconteceu muita coisa ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Antonio Martini Jr, mas a física quântica, para mim, é uma questão de fé também. Não gosto de misturar as duas coisas, aliás, religião não deve ser misturada com nada, nem com política, nem com ciência, nem com nada, cada um na sua. :)

      Excluir
  5. Antonio Martini Jr.23 de outubro de 2012 21:28

    Ok ,a física quântica funciona muito bem e muitos juram que ela é parte da Natureza . Mas eu não creio nisso ..rsrs . Pra mim ela é o modelo de mundo subatomico que usamos , a matemática que se usa pra cobrir aquilo que não podemos ver ou saber . Por traz da realidade aparente existe uma essencial que não temos acesso , por isso se encontrou a teoria quântica que faz uma "ponte" entre o nosso mundo e o invísivel .

    ResponderExcluir
  6. Ela explica matematicamente fenômenos da natureza, mas se uma coisa não pode ser comprovada cientificamente ela não passa de uma filosofia lógica, só isso. Mas também acredito nessa ponte, mas não num ser supremo :P

    ResponderExcluir

Seu comentário será aprovado após lido, obrigada!